Intolerância: Jovem homossexual é morto a pauladas e jogado no Rio Paraíba, em Volta Redonda


Fonte: 

VOLTA REDONDA - O delegado da 93ª DP (Volta Redonda), Antônio Furtado, está investigando a morte de Lucas Ribeiro Pimentel, de 15 anos. A polícia já sabe que o latrocínio - roubo seguido de morte -, também teve motivações homofóbicas, uma vez que o crime foi praticado com requintes de crueldade.
O corpo do jovem foi encontrado na quinta-feira, justamente no Dia do Orgulho Gay, boiando no Rio Paraíba do Sul, próximo ao bairro Retiro, em Volta Redonda, no Sul Fluminense. O vice-presidente do Conselho Municipal da Juventude, Adeílson Paula de Oliveira, foi ao sepultamento do jovem nesta sexta-feira, no Cemitério Municipal de Volta Redonda.
- Antes de ser jogado no rio, o rapaz foi espancado a pauladas e empalado, além de ter os dois olhos furados. Eu o conhecia. Ele era gay assumido. Ele não fazia mal a ninguém e não era envolvido com drogas - disse Adeílson.
Segundo testemunhas, o rapaz estava com R$ 900, que foram roubados. Lucas foi visto pela última vez na noite de sábado em um show, na Ilha São João. Antes de desaparecer, ele chegou a informar a dois conhecidos que viajaria para o Rio após o evento. A família de Lucas chegou a registrar o desaparecimento dele na delegacia.
O rapaz morava no bairro Açude. Ele costumava a frequentar a casa da mãe, no bairro Voldac, também em Volta Redonda.
Nesta semana, um caso de homofobia na Bahia ganhou destaque na mídia. Dois gêmeos que caminhavam abraçados foram espancados por cerca de oito pessoas na madrugada do último domingo quando voltavam do Camaforró, na cidade de Camaçari (Grande Salvador). José Leonardo da Silva, de 22 anos, morreu no local ao receber várias pedradas na cabeça. José Leandro foi levado ao Hospital Geral de Camaçari com um afundamento na face, mas recebeu alta.
Tags:

0 comments

Seja bem vindo, mas se identifique, comentários anônimos com o intuito de denegrir a imagem do outro, palavras de baixo calão não serão admitidos.