sábado, 17 de outubro de 2015

SEIS POR MEIA DÚZIA, O IMPEACHMENT DA DILMA E DO CUNHA

Aos que acham que a solução do país é tirar a presidente, sendo assim, os desmandos do PT seriam resolvidos com a entrada de um outro presidente. Falácia, é trocar seis por meia dúzia. O problema está no modo de fazer política. O presidente da câmara, Eduardo Cunha (PMDB) é alvo de investigações, a segunda contra o parlamentar e poderá também sofrer   o IMPEACHMENT.

Uma sociedade corrompida como a nossa não poderia ter representantes a altura. Pergunte como essas figuras chegaram ao poder? Ignorância, alienação, compra de votos e um país mergulhado em corrupção. Devemos apoiar à campanha anticorrupção do Ministério Público, denunciar toda e qualquer más prática na política, as crises são geradas e temos uma sociedade que colabora para isso. Não esperem mudanças por parte dos políticos, fomentar o IMPEACHMENT da Dilma é dá um tiro no pé, apoiar INTERVENÇÃO MILITAR é coisa de quem não tem memória ou faltou as aulas de história, como se os militares fizeram um trabalho memorável. Acorda, Brasil, vamos continuar lutando contra essa pandemia, mas, respeitando o estado democrático e de direito.  Por fim, por que será que as contas irregulares do Cunha só apareceram agora?

O alinhavo e conchavo da reforma ministerial da presidente apenas empurrou debaixo do tapete, as estruturas políticas, os cargos continuam praticamente do mesmo jeito e o PMDB mamando, aliás, é uma característica deste partido fisiologista. Eita Brasil velho de guera.  
Postar um comentário