Seguidores

boo-box

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Nélter pede atenção para pequenos agricultores do Estado



Crédito da foto: João Gilberto
 
O deputado estadual Nélter Queiroz (PMDB) usou o horário destinado às lideranças para falar sobre as dificuldades dos produtores rurais do Vale do Açu que estão sofrendo devido ao rodízio de água na região. Em sua fala, criticou os R$ 22 milhões anuais, de auxílio moradia, pagos pelo Tribunal de Justiça e Ministério Público no estado do RN aos juízes e desembargadores, enquanto agricultores  não conseguem recursos para furar e instalar poços no interior.

“Recebi, na semana passada, 16 pequenos produtores do Vale do Açu que estão sendo cobrados por uma dívida contraída para o auxílio do plantio de bananas, mas estão sem condições de honrar essas dívidas. Eles foram proibidos de usar água para irrigação além de três noites, segundo a determinação da Agência Nacional das Águas. Fomos pleitear uma máquina para que se conseguisse perfurar 10 poços e a resposta foi que só tinha condições de fazer isso no mês de fevereiro”, destacou.

O parlamentar calculou que o valor pago em auxílio moradia é suficiente para perfuração de 700 poços e sugeriu a suspensão, para 2016, desse benefício. “O governo diz que não tem dinheiro para gastar com poços tubulares, mas a gente observa um gasto de 22 milhões com pessoas que já tem condições financeiras mais confortáveis. Eu sei que isso é legal, mas é uma legalidade que deveria ser suspensa”, afirma.

Os deputados Hermano Morais (PMDB) e Fernando Mineiro (PT) colaboraram com o pronunciamento concordando com a necessidade de investir em alternativas para amenizar o sofrimento das populações que sofrem com os efeitos da estiagem prolongada.

Por fim, Nélter Queiroz pediu ao presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira (PMDB), a continuidade do trabalho pela dispensa das dívidas contraídas pelos pequenos e médios agricultores. “O endividamento rural está muito alto. Eles não têm condições de pagar em virtude da seca, inflação e todo o contexto. Pedimos então que o deputado Ezequiel continue o seu trabalho para que consigamos auxiliar os pequenos e médios agricultores”, finalizou.
Postar um comentário