RUSH

SPIDER 2

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Nova usina garantirá fornecimento contínuo de oxigênio na UPA

Com o objetivo de garantir distribuição contínua de oxigênio à população, a Secretaria Municipal de Saúde iniciou a implantação de nova usina na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Belo Horizonte. Os equipamentos garantirão um sistema mais moderno, ágil e com geração de oxigênio, além de reduzir custos do Município com reposição do gás.
As usinas geradoras de oxigênio captam ar da atmosfera e realizam um processo que garante pureza de 95% a 97%. De acordo com a gerente executiva da Atenção Especializada, Hallyda Moura, a escolha da UPA para receber os novos equipamentos se deu em virtude do espaço físico da unidade, que favoreceu a implantação dos cilindros. “Nós realizamos um estudo e a UPA do BH foi identificada como melhor espaço físico para receber a usina, que deverá entrar em funcionamento até o fim deste mês”, declara.
De acordo com a secretária municipal de Saúde, Leodise Cruz, o novo modelo de distribuição do gás garantirá uma economia de 30% no custeio de oxigênio. “Atualmente, precisamos repor oxigênio nos cilindros com frequência. Com a nova usina, essa medida não será necessária, porque o fornecimento é contínuo. É um sistema que modernizará o atendimento na UPA”, justifica.
Pacientes já receberam concentradores em domicílio
A Secretaria Municipal de Saúde concluiu este mês a distribuição gratuita dos novos concentradores de oxigênio. A entrega foi feita por meio da Gerência de Atenção Especializada e beneficiou todos os pacientes que precisavam se deslocar até a sede da Secretaria para reabastecer de oxigênio os antigos cilindros. “Os equipamentos eram de difícil locomoção e tinham que ser repostos num intervalo curto de tempo. Os novos concentradores geram oxigênio através da energia e são mais modernos”, justifica. 
Postar um comentário