RUSH

SPIDER 2

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Henrique Eduardo Alves traça estratégia para fortalecer turismo no São João

Se depender do esforço integrado do Ministério do Turismo, forrozeiros, gestores e parlamentares, o vai e vem do fole da sanfona vai embalar a economia do São João Brasil afora. O ministro Henrique Eduardo Alves firmou compromisso de buscar recursos para apoiar o evento, pesquisar e medir o impacto econômico e ajudar na divulgação dos festejos juninos nos mercados nacional e internacional.

“Vou conversar com o prefeito do Rio (de Janeiro), Eduardo Paes, para usarmos a Olimpíada para mostrar ao mundo o nosso São João”, afirmou Henrique Eduardo Alves. A ideia é levar atrações típicas das festas juninas para a Casa Brasil, um espaço para promover o país numa das áreas mais movimentadas dos jogos olímpicos. “Estamos falando de uma manifestação cultural que tem muito potencial para atrair os estrangeiros”, completou.

O ministro ainda firmou compromisso de articular junto ao governo a liberação da emenda da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, no valor de R$ 13 milhões, para apoio às festas de São João e sugerir que seja realizada uma sessão do Congresso Nacional sobre o tema. Para chamar a atenção da população brasileira, da mídia e de possíveis patrocinadores, Henrique Eduardo Alves vai promover uma festa de São João com atrações de diversos estados em maio em Brasília. “Precisamos estar unidos, trabalhar juntos, governo, parlamentares e artistas para fortalecer esta importante manifestação cultural do país”, destacou.

Henrique Eduardo Alves destacou a festa como atração para interiorizar o turismo. Ele ressaltou que o São João é uma forma de diversificar a oferta turística brasileira. “O turismo não pode ser uma atividade apenas do litoral. O Brasil tem um interior rico em cultura e precisamos valorizá-lo”, afirmou.

A audiência contou com a presença de gestores e diversos parlamentares que firmaram o compromisso de reforçar o orçamento do Ministério do Turismo nos próximos anos por meio de emendas ao Orçamento da União para apoiar o São João. Entre os artistas presentes, estavam Adelmário Coelho, Santana o Cantador, Genival Lacerda e Leo, do Estaca Zero.

Exemplo - O ex-secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, responsável pela articulação entre cantores, parlamentares e o MTur, ressaltou o aspecto econômico da festa. “O movimento do comércio registrado no São João na Bahia só perde para o Natal. É maior que o dia das mães, por exemplo”, afirmou. Ele lembrou que, apesar da comemoração ser mais forte no Nordeste, todo o Brasil comemora o São João. “É uma festa capaz de unificar o país”, afirmou. De acordo com Leonelli, eram vendidos 12 mil pacotes de viagem para a Bahia em 2008 por uma única agência de viagem. Depois de um trabalho estruturado para promover o São João, foram vendidos 40 mil pacotes em 2012.

Henrique Eduardo Alves traça estratégia para fortalecer turismo no São João

Se depender do esforço integrado do Ministério do Turismo, forrozeiros, gestores e parlamentares, o vai e vem do fole da sanfona vai embalar a economia do São João Brasil afora. O ministro Henrique Eduardo Alves firmou compromisso de buscar recursos para apoiar o evento, pesquisar e medir o impacto econômico e ajudar na divulgação dos festejos juninos nos mercados nacional e internacional.

“Vou conversar com o prefeito do Rio (de Janeiro), Eduardo Paes, para usarmos a Olimpíada para mostrar ao mundo o nosso São João”, afirmou Henrique Eduardo Alves. A ideia é levar atrações típicas das festas juninas para a Casa Brasil, um espaço para promover o país numa das áreas mais movimentadas dos jogos olímpicos. “Estamos falando de uma manifestação cultural que tem muito potencial para atrair os estrangeiros”, completou.

O ministro ainda firmou compromisso de articular junto ao governo a liberação da emenda da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, no valor de R$ 13 milhões, para apoio às festas de São João e sugerir que seja realizada uma sessão do Congresso Nacional sobre o tema. Para chamar a atenção da população brasileira, da mídia e de possíveis patrocinadores, Henrique Eduardo Alves vai promover uma festa de São João com atrações de diversos estados em maio em Brasília. “Precisamos estar unidos, trabalhar juntos, governo, parlamentares e artistas para fortalecer esta importante manifestação cultural do país”, destacou.

Henrique Eduardo Alves destacou a festa como atração para interiorizar o turismo. Ele ressaltou que o São João é uma forma de diversificar a oferta turística brasileira. “O turismo não pode ser uma atividade apenas do litoral. O Brasil tem um interior rico em cultura e precisamos valorizá-lo”, afirmou.

A audiência contou com a presença de gestores e diversos parlamentares que firmaram o compromisso de reforçar o orçamento do Ministério do Turismo nos próximos anos por meio de emendas ao Orçamento da União para apoiar o São João. Entre os artistas presentes, estavam Adelmário Coelho, Santana o Cantador, Genival Lacerda e Leo, do Estaca Zero.

Exemplo - O ex-secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, responsável pela articulação entre cantores, parlamentares e o MTur, ressaltou o aspecto econômico da festa. “O movimento do comércio registrado no São João na Bahia só perde para o Natal. É maior que o dia das mães, por exemplo”, afirmou. Ele lembrou que, apesar da comemoração ser mais forte no Nordeste, todo o Brasil comemora o São João. “É uma festa capaz de unificar o país”, afirmou. De acordo com Leonelli, eram vendidos 12 mil pacotes de viagem para a Bahia em 2008 por uma única agência de viagem. Depois de um trabalho estruturado para promover o São João, foram vendidos 40 mil pacotes em 2012.



Fotos: Paulino Menezes
Assessoria de Imprensa
Ministério do Turismo
Postar um comentário