quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Deputado que tatuou nome de Temer ganhou R$ 7 mi em emendas

Divulgação
O deputado federal Wladimir Costa (SD-PA), que ganhou as manchetes do noticiário depois de tatuar o sobrenome do presidente Michel Temer no ombro, foi beneficiado com quase R$ 7 milhões em emendas parlamentares, de acordo com levantamento da ONG Contas Abertas.
A maior parcela dos recursos, R$ 4,8 milhões, serão destinados para ação de apoio ao desenvolvimento sustentável de territórios rurais. O objetivo declarado é implantar e modernizar a infraestrutura e serviços para dinamizar a economia dos territórios rurais, segundo a ONG.
Outros R$ 1,8 milhão, de acordo com a Contas Abertas, foram empenhados em emendas para organizar e reestruturar a rede de serviços especializados no SUS.
A liberação de recursos para parlamentares é vista como uma das estratégias do governo para garantir apoio e barrar a denúncia contra o presidente que deve ser votada nesta quarta-feira.
Levantamento do Contas Abertas mostrou que entre janeiro e 19 de julho de 2017, o governo federal liberou R$ 4,2 bilhões em emendas para parlamentares.
A maior liberação desses recursos em 2017 aconteceu no mês de julho: R$ 2,1 bilhões empenhados (compromissos assumidos para pagamentos posteriores) para as emendas.

Postar um comentário