quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Presidente das Filipinas promete mandar matar o filho se acusação de tráfico for verdade

Ver as imagens
NOEL CELIS / AFP
O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, afirmou que vai mandar matar seu próprio filho se as acusações de tráfico de drogas contra ele foram comprovadas.
Em caso de condenação, ele destacou que vai proteger os policiais que executarem Paolo Duterte como membro de um grupo chinês de contrabando de narcóticos.
O filho do mandatário compareceu a um interrogatório no Senado neste mês para negar as alegações, de que teria ajudado a contrabandear metanfetamina em um carregamento de origem chinesa. As acusações foram feitas por um membro da oposição.
“Eu disse antes da ordem: ‘Se eu tiver filhos que estão envolvidos com drogas, matem-nos para que as pessoas não tenham o que dizer’. Então eu disse a Pulong (Paolo): ‘Minha ordem é de te matar se você for pego”, recordou Duterte em discurso diante de trabalhadores filipinos.
Uma das principais propostas do presidente de 72 anos é o combate às drogas ilícitas na sociedade.  Desde que assumiu, há um ano, a polícia matou 3,8 mil pessoas em operações anti-drogas, de acordo com a agência France Presse.
Via Yahoo NOTÍCIAS
Postar um comentário