sexta-feira, 20 de abril de 2018

Ajudar aos "pobres" não dá direito a roubar a nação!

Discurso enfadonho e populista: "ele roubou, mas ajudou o pobre". E daí? Dá direito de roubar a nação? Chegou a hora do povo deixar de tomar leite e crescer, um fanatismo exarcebado e apegado a mantras! Corrupção começa com a fragilidade dos serviços públicos e fortalecimento do apadrinhamento político, dos cabides de empregos, do modelo genocida, à ineptocracia e a robalheira generalizada! 

Que tal se os corruptos conhecidos pedissem perdão ao povo? Que tal se o povo deixasse de ser inocentes úteis? 



Gostou do blog? Compartilhe nas redes e curta via Facebook Voz do Povo
Postar um comentário