segunda-feira, 30 de abril de 2018

Coreanos não tem corruptos de estimação, entenda a diferença entre os dois países!

A ex-presidente deposta da Coreia do Sul Park Geun-hye (Foto: Jung Yeon-je / AFP Photo)

A ex-presidente da Coreia do Sul Park Geun-hye foi condenada nesta sexta-feira (6) por um tribunal de Seul a 24 anos de prisão pelo seu envolvimento no caso de corrupção da "Rasputina", que culminou com sua cassação em janeiro de 2017.

A sentença, que foi transmitida ao vivo pela TV, considerou comprovado que a ex-presidente conservadora e sua amiga Choi Soon-sil, conhecida como a "Rasputina", criaram um esquema para extorquir dinheiro de grandes empresas, como Samsung, Hyundai e Lotte.

Alguém ouviu falar em movimentos pela liberdade e pra que ela concorresse às eleições? Até um dia o povo brasileiro souber os males da corrupção e parar com essa idolatria a corruptos.


Ninguém julga apenas pelo fato de não gostar, ou por que é uma tentativa de dar um golpe contra os brasileiros. Observe saiu algemada, sem regalias, corrupção é tratada com crime hediondo, um país que investiu pesado em educação, diferente dessa republiqueta que investiu em práticas clientelistas. Não tem essa de insistir lutando por candidatura, democracia é respeitar às leis, jamais infringí-las. Faça a reflexão e comente. 

Conclusão, o país pelo visto ainda levar anos para ser levado a sério, impunidade é a mãe da corrupção, responsável por toda essa violência. 

Foto: A ex-presidente deposta da Coreia do Sul Park Geun-hye (Foto: Jung Yeon-je / AFP Photo)
Matéria, A voz do povo/ com informações do g1
Postar um comentário