RUSH

SPIDER 2

domingo, 9 de agosto de 2015

Motoristas de ônibus ameaçam greve geral em Natal para próxima terça-feira

Por Saulo de Castro - Portal no AR

Trabalhadores reivindicam pontos prometidos em acordos passados (Foto: Alberto Leandro/PortalNoar)

Os usuários do transporte público de Natal devem ficar atentos para uma possível greve de motoristas e cobradores de ônibus já na próxima terça-feira (11). A confirmação se haverá ou não a greve geral virá após reunião da categoria com o Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Natal (Seturn) agendada para segunda-feira (10).

De acordo com Júnior Rodoviário, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Natal (Sintro-RN), caso as duas partes não entrem em acordo sobre pontos não cumpridos em acordo realizado no mês junho os trabalhadores vão parar por tempo indeterminado.

Segundo o presidente do sindicato, os trabalhadores cobram o cumprimento de duas cláusulas acordadas em reunião com representantes do Executivo Municipal em que ficou definido o reajuste salarial dos Assistentes de Serviços Gerais (ASG) e a presença de no mínimo 50% dos cobradores nos ônibus que circulam na cidade.

Na manhã desta sexta-feira houve rodada de negociação na Superintendência Regional do Trabalho (DRT/RN), porém não houve acordo. “Pelo menos até segunda-feira os ônibus circularão normalmente, porem se não houver acordo, vamos parar todo o sistema”, disse.

No mês de junho, os trabalhadores já haviam ameaçado parar as atividades caso não fosse aprovado o reajuste salarial da categoria no percentual de 10%, além do cumprimento de súmula que previa o pagamento dobrado para aqueles que trabalharem em domingos e feriados.

Com o acordo, os rodoviários conseguiram ainda um reajuste no vale-alimentação, de 11% para motoristas e 18% para cobradores. Com isso, o benefício foi para R$ 170 e R$ 230 respectivamente. Na sexta-feira (19), os trabalhadores aprovaram um indicativo de greve em assembleia realizada no meio da rua, em frente a sede do sindicato, localizado na altura do Viaduto do Baldo.

No entanto, segundo Júnior Rodoviário, as cláusulas referentes ao reajusta dos ASG e dos 50% de cobradores no transporte público de Natal não foram cumpridas.

Fonte: Portal no AR

Matéria extraída do Portal BUSÃO DE NATAL
Postar um comentário