RUSH

SPIDER 2

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Buraco de 200 metros surge do nada e destrói praia da Austrália

australia sumidouro
Na noite do último sábado, dia 26, um enorme buraco se formou debaixo de uma área de acampamento na costa de Queensland Sunshine, na Austrália, engolindo um carro, um trailer e várias barracas, forçando a evacuação de cerca de 300 pessoas. Felizmente, nenhum ferimento foi relatado.
Cerca de 200 metros da praia e 50 metros da popular área de camping em Inskip Point, próximo à Rainbow Beach, sucumbiram ao buraco de 3 metros de profundidade. Um sumidouro semelhante surgiu em 2011 no mesmo acampamento e agora geocientistas estão investigando o quão estável é a região e se é provável que mais terra desapareça.

Buraco enorme

Mas o que é exatamente um sumidouro? Basicamente, eles ocorrem quando sistemas de cavernas e cavidades abaixo do solo entram em colapso e a areia ou terra sobre a superfície começam a canalizar para eles. Isso, por si só, já pode ser perigoso, mas quando a água está envolvida a terra que está caindo pode começar a se comportar como areia movediça, sugando tudo em seu alcance. É isto que aconteceu na Austrália – e também na Flórida, em 2013, quando um homem foi morto quando seu quarto caiu em um sumidouro.
australia sumidouro 2
Eventualmente, essas cavidades subterrâneas simplesmente entram em colapso naturalmente, produzindo os buracos, mas eles são muitas vezes desencadeados por chuvas ou enchentes, que desestabilizam as rochas abaixo da superfície da Terra. Cientistas já demonstraram que algo tão simples quanto esvaziar uma piscina é suficiente para provocar um sumidouro.
Terremotos também podem desencadear o colapso, porém, apesar de alguns terremotos pequenos recentes terem acontecido em Queensland, especialistas descartaram isso como um possível motivo para o surgimento do sumidouro de Inskip Point.

Região instável

“Esta área tem um histórico de sumidouros ocorrerem regularmente, tem algo a ver com a forma como os sedimentos são formados e como a água se move através da Terra ao longo de milhões ou milhares de anos”, explica a engenheira geotécnica Allison Golsby, da empresa de consultoria ConsultMine, em entrevista ao canal ABC. “Um terremoto pode desencadear um sumidouro, entretanto isso tem que acontecer basicamente no dia ou em um período de tempo muito próximo do terremoto. Neste caso, eu não vejo a conexão”, afirma.
De acordo com uma campista que foi evacuada do local, quando se abriu, o sumidouro soou como um trovão e rapidamente começou a puxar terra.
Geocientistas estão agora monitorando a área para descobrir exatamente o que aconteceu, mas Golsby disse ao jornal “The Australian” que algumas pesquisas sugerem que toda a península pode desaparecer um dia. “As pessoas já disseram que em algum momento acreditam que o Inskip Point pode não estar mais lá”, disse ela. “Poderia levar milhares de anos, ou centenas de anos”.

Monitoramento

Por enquanto, não há nenhum sinal de que isso esteja acontecendo, mas a área continuará a ser acompanhada de perto para avaliar o quão estável é e para que os especialistas certifiquem-se de que o buraco não está prestes a aumentar.
“Há muitas razões pelas quais isso poderia ocorrer, mas parece haver aqui elementos de uma falha ou um deslizamento, em vez de apenas um comportamento do tipo sumidouro”, disse Golsby. “Deslizamentos e falhas são normalmente formados através de materiais muitos frouxos que são saturados ou semi-saturados com água, com o movimento da água, chegando a um ponto em que eles se tornam instáveis ​​e caem porque não conseguem ser apoiados por tudo o que está debaixo deles ou na sua base”.
Os especialistas recomendam que as pessoas fiquem bem longe da área, como uma medida de prevenção caso mais colapsos de terra aconteçam. [Science AlertABC]
FONTE: HYPESCIENCE
Postar um comentário