sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Bruxa enforcada em 1612 dá as caras em foto de uma médium inglesa



“Não acredito nas bruxas, mas que elas existem…”. A frase famosa, no século 16, seria complementada com um “sim, elas existem”. Afinal, naquela época mulheres eram acusadas de praticar bruxaria e, em diversos casos, condenadas à morte.

Foi o que aconteceu na Inglaterra, em 1612, mais especificamente em Pendle. Neste ano, 12 mulheres acusadas de bruxaria foram julgadas, sendo dez delas condenadas à morte por enforcamento. Acontece que uma dessas bruxas “voltou”.

Quem afirma isso é a médium Christine Hamlett, de 58 anos, que diz ter fotografado o espírito de uma das bruxas mortas naquele ano. A imagem traria à tona o fantasma de Jennet Preston, condenada à morte aos nove anos durante o julgamento em questão.

Medium afirma ser 'paparazzi' dos espíritosMedium afirma ser 'paparazzi' dos espíritos


“Eu estava em Pendle quando senti que ali havia uma presença, algo que me chamava. E você pode ver na imagem a figura de uma menina jovem. Eu sempre gostei desse local pelas histórias, pela aura que ele possui. Agora, a prova de que estava certa”, afirmou Christine ao Mirror.

As indicações da médium, no entanto, não paravam por aí. Segundo ela, a imagem traz o fantasma de uma das bruxas de 1612, e quem prova isso é… Outro espírito. No caso, o que ela afirma estar presente na imagem e que pertence ao juiz que condenou as mulheres naquele ano.

  


Após divulgar as fotos para o mundo, a médium explicou sua fama de “paparazzi” dos espíritos. Segundo ela, esse é o apelido que seus amigos dão para ela, uma vez que Christine garante que, sempre que vai a cemitérios, consegue convencer os espíritos a se deixarem fotografar.


Fonte: Yahoo/Eita
Postar um comentário