RUSH

SPIDER 2

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

'Fui abduzida por aliens que me estupravam todas as noites na Lua", diz ex-oficial da Aeronáutica dos EUA




Não são poucos os casos de pessoas que afirmam ter sido abduzidas, alegando contato direto com alienígenas. Mas talvez nenhuma delas tenha uma história tão bizarra quando a de Niara Terela Isley.

Oficial aposentada da US Air Force, dos Estados Unidos, ela afirma não só que foi abduzida, mas que isso acontecia todas as noites, descrevendo cenas de horrores que se repetiam toda noite no mesmo lugar.

Segundo ela, alienígenas com formato de répteis a encontravam todas as noites e a levavam para a Lua. Lá, ela afirma que era estuprada e devolvida logo após o sexo forçado para o local de onde havia sido tirada.

De acordo com as informações da própria mulher, os estupros aconteciam em uma espécie de cerimônia na qual ela era a “atração principal”. Além dos estupradores, estavam, segundo o relato, centenas de alienígenas que assistiam à cena muito empolgados.



A história macabra, conta ela, aconteceu em um tempo no qual ela trabalhou em um local militarmente restrito nos Estados Unidos. Niara foi, durante anos, funcionária do Tonopah Test Range (foto acima), área onde poucas pessoas podem entrar.

A ex-funcionária da Aeronáutica norte-americana afirma que a situação se repetiu por meses. Ela conta que foi abduzida cerca de dez vezes quando tinha 25 anos. Hoje aposentada, conta que os incidentes teriam parado de acontecer ainda nos anos 80, quando eles começaram.

Além do sexo forçado, Niara diz que foi obrigada a usar seus conhecimentos para realizar trabalhos com máquinas para os alienígenas. Por conta disso, ela afirma que lembra bem da aparência deles: parecidos com répteis e inteiramente cinzas.

Por fim, a norte-americana ainda conta que não estava sozinha nesses cerimoniais. Segundo ela, no chamado “lado negro da Lua” esse é um tipo de rito comum praticado pelos extraterrestres utilizando humanos como vítimas.

Yahoo/Superincrível
Postar um comentário