Seguidores

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Nordeste pede apoio a Henrique Eduardo Alves para atrair europeus


Os secretários de turismo do Nordeste apresentaram nesta quarta-feira (14) ao ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, uma proposta para divulgar a região na Europa e atrair mais visitantes para o Brasil, via Nordeste. A presidente da Emprotur, Ana Maria da Costa, representou o Rio Grande do Norte na ausência do secretário de turismo, Ruy Gaspar.

A ideia é aproveitar a valorização da moeda europeia e a malha aérea internacional e regional já existente para ampliar as opções de destinos turísticos nordestinos aos estrangeiros. “Eu vejo a crise como uma oportunidade para o turismo crescer e melhorar a economia. O pleito dos secretários é uma boa estratégia para atrair turistas e, consequentemente, divisas para a região”, disse o ministro.

Os gestores e representantes de empresas de turismo da região propuseram ao Ministério Henrique Alves uma parceria para produção de uma campanha publicitária específica sobre o Nordeste para o mercado europeu. De acordo com pesquisa do MTur, 28% (1,8 milhão) do total de turistas estrangeiros que vieram ao Brasil em 2014 (6,4 milhões) eram oriundos da Europa.

A ideia, aprovada na Comissão Integrada de Turismo do Nordeste (CTI-NE), é manter a parceria com a TAP, companhia aérea de Portugal, que já possui voos regulares para Natal, Recife, Fortaleza e Salvador. A partir dessas quatro capitais, em parceria com a Azul Linhas Aéreas, seria feita uma adequação à malha de voos regionais. Atualmente, 29 destinos do Nordeste são atendidos são atendidos pela companhia aérea e possuem infraestrutura para receber turistas.

O presidente da Azul, Antonoaldo Neves, que também participou do encontro, ressaltou o compromisso da companhia aérea com o turismo regional. “O nosso compromisso com o Nordeste está reafirmado”, disse.

Para Jeanine Pires, presidente da CTI-NE, “a valorização do euro facilita a aquisição de passagens aéreas e pacotes turísticos do Nordeste. ” Jeanine aposta na promoção específica para países que enviam mais turistas para o Nordeste, como Itália, Portugal, França, Alemanha e Espanha. 

 Fotos: Paulino Menezes
Postar um comentário