Seguidores

domingo, 22 de novembro de 2015

Avião da Turkish Airlines é desviado após ameaça de bomba

Avião da companhia aérea turca Turkish Airlines é visto em 16 de março de 2013Um avião da companhia aérea turca Turkish Airlines que fazia um voo entre Nova York e Istambul foi desviado para o Canadá devido a uma ameaça de bomba - informou neste domingo a polícia.
A Royal Canadian Mounted Police (RCMP) afirmou que o aparato, com 256 passageiros e tripulantes a bordo, aterrissou sem problemas num aeroporto de Halifax (leste).
Contudo, nenhuma bomba foi encontrada após uma busca exaustiva da aeronave e nas bagagens dos passageiros e o avião recebeu sinal verde no domingo para continuar sua jornada.
"O avião da Turkish Airlines deve prosseguir para Istambul no final da manhã. A investigação sobre a ameaça está em curso", disse a polícia no Twitter.
"A RCMP concluiu a busca na aeronave e na bagagem da Turkish Airlines e nenhum dispositivo foi encontrado", disse no Twitter.
As autoridades receberam o alerta neste sábado às 22H50 (0h50 de Brasília, após a decolagem do aeroporto internacional John F. Kennedy de Nova York.
Aterrissou em Halifax pouco antes das 3h (de Brasília).
Numa série de comunicados divulgados pelo Twitter, a RCMP afirmou que o avião seria inspecionado "com cachorros detectores de explosivos" e "as bagagens serão igualmente registradas".
"A RCMP está tentando estabelecer a origem da ameaça e identificar os responsáveis", disse.
O embaixador da Turquia em Ottawa, Selcuk Unal, disse à agência de notícias turca Anatolia que o governo está "monitorando os acontecimentos".
"Foi estabelecido um centro de crise conjunto. Depois que o avião aterrissou no aeroporto, foi levado a um lugar mais afastado e seguro", disse Unal.
O incidente ocorreu num clima de alerta máximo na aviação civil após os atentados de 13 de novembro de Paris (130 mortos) e contra um avião russo no Sinai egípcio (224 mortos) em 31 de outubro, ambos ataques reivindicados pelo grupo Estado Islâmico (EI).
Fonte: AFP/Extraída do Yahoo Notícias
Postar um comentário