SPIDER2

CADASTRE SEU BLOG

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Ilha grega perdida é descoberta

ilha perdida grega
Uma ilha da cidade de Kane é mencionada inúmeras vezes na literatura grega antiga por escritores como Heródoto e Safo. No entanto, a posição exata da ilha em que a cidade se desenvolveu tem intrigado os arqueólogos ao longo das eras.
Agora, no entanto, os pesquisadores finalmente “encontraram” o lugar: uma península moderna que se projeta a partir da costa da Turquia, e que costumava ser isolada do continente pelo mar.

Um conto de ilha perdida

A partir das primeiras suspeitas, uma equipe de pesquisadores, liderada pelo Instituto Arqueológico Alemão, perfurou o solo da península para examinar a rocha que a formou.
Eles descobriram, então, que ela era composta de terra solta e sedimentos, que eles acham que foram depositados ali em algum momento antes da Idade Média, e que acabou juntando a ilha ao continente.

Outras evidências reforçam a teoria

Esta teoria foi corroborada pela descoberta dos restos de um antigo porto submerso, bem como as conclusões anteriores de fragmentos de cerâmica, que sugeriram que a região era usada como parte de uma importante rota comercial.
A ilha foi uma das três “Ilhas Arginusas”, das quais duas ainda estão separadas do continente. Os pesquisadores agora acham que talvez o processo de escoar culturas de campos agrícolas para o continente, ou mesmo potencialmente um terremoto, poderiam ter provocado a formação de um canal estreito, com poucas centenas de metros de largura, e um solo preenchido por sedimentos, formando uma língua de terra.
ilha perdida grega 2

Dúvidas

De acordo com o Dr. Felix Pirson, diretor do Instituto Arqueológico Alemão em Istambul, não estava claro o que essas terras eram. Ao examinar as amostras geológicas obtidas através da perfuração, a equipe de pesquisa conseguiu reconhecer que o fosso entre a terceira ilha Arginusa e o continente foi de fato preenchido com terra solta e rocha, criando a península existente que podemos ver agora.

Atenas x Esparta

As Ilhas Arginusas foram o local de uma antiga batalha, um confronto naval travado entre os dois grandes estados gregos da época: Atenas e Esparta. O resultado desta batalha de 406 aC foi uma vitória retumbante para a marinha ateniense, embora o triunfo tenha sido de curta duração.
Este foi apenas um dos capítulos da Guerra do Peloponeso, durante a qual os dois estados lutaram amargamente pelo controle do Mar Egeu e suas regiões vizinhas. Atenas acabou perdendo. [iflscience]

FONTE: HYPESCIENCE
Postar um comentário