quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

ARQUIVOS SOBRE OVNIS DA FORÇA AÉREA DOS ESTADOS UNIDOS VAZAM NA INTERNET


Blue Book ProjectEntusiastas da ufologia agora têm mais material para estudar o fenômeno OVNI - que significa Objetos Voadores Não Identificados. Os arquivos do Blue Book, projeto da Força Aérea dos Estados Unidos criado para investigar os possíveis alienígenas, foram disponibilizados em um banco de dados online sobre o assunto. Lançado em 1947 no quartel-general da Força Aérea do estado de Ohio, o estudo durou até 1969 e foi encerrado após a conclusão de que nenhuma informação relevante foi obtida. No entanto, estudiosos de casos de possíveis aparições de ETs acreditam que os arquivos sejam “apenas a ponta do iceberg”, conforme disse John Greenwald para a CNN. A foto mostra membros da Força Aérea dos Estados Unidos durante investigação do projeto Blue Book (Reprodução: Divulgação) Após 15 anos de estudos, o adepto da ufologia reuniu mais de 130 mil páginas de documentos relatando casos relacionados a objetos que poderiam ser extraterrestres. Esses arquivos trazem detalhes específicos sobre investigações de casos notórios no país, como o incidente de Exeter, ocorrido em setembro de 1965; o caso Kenneth Arnold, em que um piloto teria avistado nove objetos voadores não identificados em 1947; e o caso Mantell, de 1948, em que o capitão e piloto Thomas G. Mantell sofreu um acidente fatal enquanto perseguia um suposto UFO. Manchete do jornal The Exeter News-Letter de 9 de setembro de 1965, quando dois policiais afirmaram terem presenciado a aparição de um OVNI (Reprodução: Divulgação) Até então, os documentos do Blue Book estavam acessíveis apenas pelo Arquivo Nacional de Washington, mas graças aos esforços de Greenwald agora qualquer pessoa que tiver interesse pelo tema poderá estudar os escritos oficiais do governo norte-americano. Os documentos não são sigilosos e podem ser conferidos pelo site The Black Vault, que disponibiliza gratuitamente um grande acervo sobre ufologia e potenciais aparições extraterrestres. Fonte: CNN


Matéria completa:


Postar um comentário