sexta-feira, 25 de março de 2016

Turismo religioso ganha força na Semana Santa

Gustavo Henrique Braga

Monte do Galo. Crédito: Divulgação

A comemoração da ressurreição de Cristo na fé Católica começou no último domingo (20) e segue até a Páscoa (27). A tradicional encenação da Paixão de Cristo é o ponto alto da festa e, em alguns destinos, reúne dezenas de milhares de visitantes. Apenas no santuário de Aparecida, interior de São Paulo, o público esperado é de quase 155 mil pessoas entre sexta-feira (25) e domingo (27). Já na cidade teatro de Nova Jerusalém, localizada no município do Brejo da Madre de Deus (PE), o público esperado é de 65 mil pessoas durante os oito dias de apresentações.
O turismo religioso faz parte de um segmento considerado estratégico pelo Ministério do Turismo para o desenvolvimento do setor no Brasil: o turismo cultural. “A cultura é um dos pilares para o desenvolvimento do turismo e o Brasil tem grande potencial de transformar as festas religiosas e populares em um produto turístico sustentável. Prova disso é que, de acordo com um estudo do Fórum Econômico Mundial (FEM), ocupamos a oitava posição do mundo em atrativos culturais”, diz o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves.

Confira abaixo algumas das principais celebrações da Semana Santa no Brasil: 
Aparecida (SP)
No maior santuário católico do Brasil – com área total de 1,3 milhão de metros quadrados e quase 143 mil metros quadrados de área construída – a programação da semana santa começou no domingo de Ramos (20) e segue até o domingo de Páscoa (27). O momento mais esperado pelos romeiros é a encenação da Paixão de Cristo, marcada para às 9h de sexta-feira (25).

Nova Jerusalém (PE)
A cidade possui o maior teatro ao ar livre do mundo, com 100 mil metros quadrados - o que equivale a um terço da área murada da Jerusalém original, onde Jesus viveu seus últimos dias. O espaço é cercado por uma muralha de pedras de quatro metros de altura e com 70 torres de sete metros cada uma. Nove palcos reproduzem cenários naturais, arruados e palácios além do Templo de Jerusalém, constituindo obras monumentais, concebidas por vários arquitetos e cenógrafos nordestinos e pelo seu fundador, Plínio Pacheco. Ao todo, 450 atores e figurantes atuam no espetáculo. Além disso, a Paixão em Nova Jerusalém agrega cerca de 600 profissionais incluindo técnicos, eletricistas, sonoplastas, contrarregras, maquiadores, cabeleireiros e costureiras entre outros.

Carnaúba dos Dantas (RN)
O pequeno município na divisa entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba realiza, em 2016, a 42ª encenação consecutiva da Paixão de Cristo na Praça de Nossa Senhora das Vitórias. O local atrai, anualmente, milhares de romeiros ao Monte do Galo, onde segundo a tradição, os primeiros colonizadores da região escutaram o cantar de um galo anunciando algo misterioso quando não havia nenhum outro habitante nas proximidades. O espetáculo da Paixão de Cristo terá duas apresentações – a primeira nesta quinta-feira (24), às 21h, e a segunda, sexta-feira (25), às 18h.

Cidades históricas mineiras
Em municípios como Ouro Preto, São João del-Rei, Tiradentes, Diamantina e Congonhas a comemoração da Semana Santa é uma tradição de quase três séculos enriquecida pelo cenário das igrejas, ruas e construções históricas da região. A programação inclui belos tapetes de serragem, missas, cantos, procissões e encenações da última ceia e da Via Sacra. Em Tiradentes, no Domingo de Páscoa, os moradores decoram as janelas com toalhas bordadas e tornam o cenário ainda mais bonito.

Postar um comentário