SPIDER

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Formalização de microempreendedores cresce em Mossoró

O número de formalizações na categoria Microempreendedor Individual (MEI), representada pelos profissionais que trabalham por conta própria com faturamento de até 60 mil reais ao ano, cresceu 38% no primeiro trimestre de 2016 em Mossoró. O saldo contabilizado no período de janeiro a março foi de 160 novas micronegócios no município, representando o total de 6.597 aberturas registradas até o dia 31 de março.
Os setores de Serviços e Comércio são os que apresentam maior percentual de microempreendedores na cidade, cerca de 52% dos optantes dessa categoria estão prestando algum tipo de serviço, entre eles, salões de beleza, restaurantes e serviços de estética. Em seguida, aparece o setor de Comércio representando 40% do total de MEIs, das atividades que demonstram maior relevância estão: lojas de roupas e acessórios, comércio de vendas de material higiênico e beleza, venda de bebidas e similares.  
O levantamento foi feito pelo Núcleo de Indicadores Socioeconômicos (NISE) da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo (SEDAT) de Mossoró, com base em dados disponibilizados pelo Portal do Empreendedor. “Um dos grandes responsáveis pelo aumento do número de microempreendedores individuais é Projeto Prosperar, iniciado no fim de 2013, pois nos últimos dois anos nós mais que dobramos o número de MEIs na cidade", explica a Gerente de Planejamento da Sedat, Lígia Oliveira.
Segundo ela, em parceria com o Sebrae, foi possível realizar muitas oficinas, cursos, capacitações, levando o conhecimento para o pequeno empreendedor sobre a importância de formalizar o seu negócio, tanto para o desenvolvimento econômico do município quanto para o crescimento do próprio negócio. 
No ranking dos municípios com maior número de formalizações no Rio Grande do Norte, Mossoró aparece em posição de destaque na região Oeste, sendo o município com maior número de microempreendedores individuais e ficando em terceiro lugar no Estado, atrás de Parnamirim (7.328) e Natal (28.072).

Sala do Empreendedor
Para incentivar a formalização dos pequenos negócios, o município dispõe da Sala do Empreendedor. O espaço tem como objetivo incentivar a legalização de negócios informais que se enquadrem nos requisitos estabelecidos pela Lei Complementar 123/06, também conhecida como Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, além de facilitar a abertura de novas empresas e regularizar as atividades informais e oferecer serviços aos Microempreendedores Individuais (MEI).
Por meio dos agentes de desenvolvimento, os empreendedores recebem informação e são orientados sobre a abertura, funcionamento e formalização de empresas, de forma simples e facilitada. A Sala do Empreendedor é fruto da parceria entre Prefeitura e o Sebrae. O espaço funciona de segunda a sexta, das 8h às 12h, na sede da Sedat, localizado à Rua Rui Barbosa, 282, Alto da Conceição. 
Postar um comentário