domingo, 22 de maio de 2016

Dois leões são mortos após rapaz atirar-se em jaula, no Chile

Um rapaz de 20 anos atirou-se, sem roupas, em uma jaula de leões de um zoológico de Santiago, no Chile, e acabou resgatado, em estado grave, depois que dois dos felinos foram abatidos a tiros na tentativa de seu resgate, na manhã do sábado, 21 de maio de 2016. Identificado como Franco Ferrada Roman, o homem teria, segundo a direção do zoológico Metropolitan Park, entrado como visitante comum, adquirindo ingresso comum e, por volta das 11h30, em frente a dezenas de visitantes, pulou a grade de proteção, violou o teto da jaula dos leões, removeu as roupas e seguiu em direção aos animais que, em seguida, o atacaram.
Ao perceber o ataque, cuidadores efetuaram disparos de arma de fogo contra os felinos, um macho e uma fêmea, seguindo protocolo padrão estabelecido para casos de contato entre humanos e animais. Segundo a diretora Alejandra Montalva, não havia, na área, armas com tranquilizantes de rápida ação disponíveis para uso, por isso, a ação foi a de abate.
De acordo com uma testemunha, em entrevista à rádio argentina Bio Bio, o homem gritava frases religiosas e os cuidadores, que ela acusa de ter agido de forma muito lenta, primeiro atiraram água antes de decidir atirar. Após a ação, a polícia teria encontrado um bilhete de suicídio, nas roupas do homem, falando sobre o apocalipse.
O rapaz foi levado a um hospital local e de acordo com a Chilevision, à noite, já não corria risco de morte.

Abaixo, boletim chileno sobre o caso. Atenção, imagens não explícitas, mas bem fortes!
Postar um comentário