SPIDER

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Letícia Sabatella é hostilizada durante manifestação pró-impeachment em Curitiba

Ato reúne pessoas  a favor do impeachment em Curitiba | Átila Alberti/Tribuna do ParanáA atriz Letícia Sabatella foi hostilizada, neste domingo (31), por um grupo de pessoas que participava de um ato no Centro de Curitiba a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). As cenas foram gravadas e divulgadas pela própria atriz, conhecida politicamente por sempre defender a permanência da presidente.
O vídeo mostra o momento em que o grupo se aproxima da atriz, que passa pela praça Santos Andrade em direção ao Teatro Guaíra. Algumas pessoas começam a xingá-la, enquanto a Polícia Militar forma uma barreira de isolamento entre Letícia e os manifestantes.
“Sem vergonha. Acabou a mamata para vocês”, grita uma mulher, enquanto, ao fundo, um coro começa a falar: “a nossa bandeira jamais será vermelha”.
“Vocês não são democráticos”, responde Letícia, que a todo momento era chamada de petista. Ela também foi xingada por alguns homens que faziam parte do grupo.
Em seu perfil no Instagram, a atriz escreveu que foi um erro ter passado pelo ponto de encontro dos manifestantes, embora o ato não tenha motivado o passeio dela pelo local.
“Não fui provocar ninguém, passava pela praça antes de começar a manifestação e parei pra conversar com uma senhora. Meu erro. Preocupa está falta de democracia no nosso Brasil. Eles não sabem o que fazem”, escreveu a atriz, que cresceu em Curitiba.

Ato

Atos contra a presidente afastada ocorrem hoje em diversas cidades brasileiras, organizados pelo movimento Vem Pra Rua. Em Curitiba, o protesto reúne dezenas de pessoas em frente à Praça Santos Andrade, na região central.
A concentração começou às 14 horas e a pretensão é de que os manifestantes permaneçam no local pelo menos até às 18 horas.
Além de protestar a favor do impeachment de Dilma, o grupo pede ainda pela “proteção” da Lava Jato e aprovação de medidas contra a corrupção que vem sendo discutidas no Congresso Nacional.
Créditos foto: Átila Alberti/Tribuna do Paraná/Link: GAZETA DO POVO
Postar um comentário