O que você faria se já tivesse 97 esposas? Provavelmente o que qualquer pessoa nessa situação: buscaria novas candidatas. Estamos falando de Mohammed Bello Abubakar, da Nigéria, que precisou vir a público para desmentir os boatos de que havia batido as botas. Ele está com 87 anos e quer novas mulheres.
E se você pensa que ele “apenas” está querendo quebrar a barreira das 100 esposas, saiba que ele já fez isso. Abubakar já chegou a ser casado com 107 mulheres, mas 10 delas pediram o divórcio. Mas antes de julgá-lo por tantos casamentos, saiba que ele só está seguindo as ordens de Deus – ao menos é isso que ele diz.
A sharia é uma lei islâmica que decreta que os muçulmanos podem ter até 4 esposas. Por isso, autoridades nigerianas entraram em atrito com o senhorzinho, já que ele extrapolou um “pouquinho” essa quantidade. “Meu grande número de esposas? Eu só tenho 97! E ainda vou me casar mais. Vou continuar me casando por todo o tempo em que estiver vivo”, declarou ao jornal Vanguard, de seu país.
Publicidade
Homem posa para foto com algumas de suas mulheres

Vontade divina

Abubakar se tornou famoso na Nigéria quando sua história foi divulgada, em 2008. Na época, ele era casado com 86 mulheres. Na época, as autoridades locais ordenaram que o polígamo se separasse de 82 esposas ou que aguentasse as consequências. Diante de sua recusa, ele acabou sendo preso, mas liberado pouco depois.
O homem diz que não há nenhum lugar no Alcorão que indique que um homem deve ser punido se desposar mais de 4 mulheres. Segundo Abubakar, foi o próprio Deus que lhe pediu que se casasse tantas vezes. Além das 97 mulheres, o homem possui 185 filhos! Já imaginou uma reunião familiar completa?
Para acomodar tantas mulheres, o religioso possui duas casas: uma na cidade de Bida e outra em Lagos, a capital do país. Abubakar diz que se fosse por vontade própria ele teria apenas 2 esposas, mas que não dá para negar os desígnios divinos. Entretanto, ele não aconselha nenhum homem a seguir seu exemplo.
Mohammed Abubakar com alguns de seus filhos
E o que deixa a história ainda mais bizarra é que nem Abubakar e nem suas esposas trabalham. Especulou-se que eles sobrevivessem de esmolas mendigadas por seus filhos, mas isso também acabou sendo comprovado como uma mentira. O homem diz que Deus lhe fornece tudo. Então tá, né?
Matéria extraída do portal MEGA CURIOSO