SPIDER

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Mulher presa por racismo se torna secretária de Igualdade Racial

<p>Foto: Reprodução/ Facebook </p>A secretária de Assistência Social, da Mulher e da Igualdade Racial de Bodocó, no Pernambuco, Maria Luiza Brito, foi presa por racismo em 2004. Na ocasião, a mulher ofendeu um soldado da PM e foi detida em flagrante, mas acabou liberada.
Segundo a reportagem da Revista Forum, a mulher discutiu com um taxista que a havia transportado com mais três jovens. O desentendimento foi motivado pela falta de dinheiro para pagar a corrida. Com o impasse, a Polícia Militar foi acionada.
O policial declarou que ela o ofendeu por ele ser negro depois que houve a tentativa de intervenção na discussão. A mulher foi levada para uma unidade prisional feminina. Para se livrar da punição, ela teria ligado para um amigo que atua como capitão da PM.
Depois da ligação, o soldado ainda acabou detido por desacato ao capitão na Corregedoria da corporação.
PAI E MÃE TAMBÉM
Maria Luiza Brito é irmã do vice-prefeito, Edmilson Brito Alencar. Segundo a imprensa local, o prefeito, Túlio Alves (DEM), nomeou também o próprio pai, Brivaldo Alves, como secretário de Governo, Planejamento e Articulação Política, e a mãe, Héldna Alves, na pasta de Administração e Gestão de Pessoas.
Com informações da Revista Fórum.
Postar um comentário