SPIDER

sábado, 29 de abril de 2017

Alerta sobre o falso sequestro: estão ligando para carnaubenses com número privado! Leia e compartilhe!


Atenção, carnaubenses e internautas, o relato a seguir aconteceu aqui, mesmo tendo sido divulgado no Facebook, o Blog tem um alcance maior e por questão de segurança, não vou citar o nome. 

Número privado ligando para o pessoal. Ontem ligaram pra mim, chorando, dizendo a seguinte frase: mãe, me assaltaram! Eu entrei no jogo, mas acho que a outra pessoa notou e desligou... Hoje fizeram a mesma coisa minha filha. 
Não vamos cair nessa! 

Acesse a matéria abaixo, veja a semelhança e como proceder:

Uma mulher foi vítima do golpe do falso sequestro, mas percebeu o crime e gravou um vídeo da conversa com o criminoso. A recepcionista Anali Furtado, moradora do distrito de Nova Veneza, em Sumaré (SP), não se intimidou com a farsa. O argumento do homem do outro lado da linha mencionava a filha dela, que estava em casa.


"No começo foi uma mulher chorando muito, falando assim: Mãe, eu fui assaltada, estou dentro de um carro com quatro homens! Aí, ele pegou e assumiu a ligação, falando: Estou com a sua filha", conta a vítima.
O caso ocorreu por volta das 19h30 desta segunda-feira (27) e a gravação foi enviada para a EPTV, afiliada da TV Globo, nesta terça (28). Veja a gravação no vídeo acima.
Segundo Anali, o homem disse que pegou a suposta filha dela por engano e perguntou quanto ela estava disposta a pagar para tê-la de volta. "Primeiro ele falou que queria R$ 7 mil e depois R$ 10 mil. Eu tenho uma filha de 8 ano e ela estava comigo na hora", conta.
Pessoa que aplicou golpe do falso sequestro em Sumaré usou um bloqueador de número (Foto: Reprodução / EPTV)
Pessoa que aplicou golpe do falso sequestro usou
um bloqueador de número(Foto:Reprodução/EPTV)
Ela decidiu manter a conversa para saber até onde o criminoso iria com a farsa. "Quis segurar pra mostrar para as pessoas que esses golpes ainda acontecem e até aonde eles iriam. Ainda tem gente que cai nesse tipo de golpe", acredita.
O criminoso perguntou onde ela estava e chegou a orientar como ela deveria fazer para pegar o dinheiro em um caixa eletrônico. Em seguida, Anali frustrou a ação do homem e disse que sabia que era um golpe.
Vítimas na família
A recepcionaista já conhecia o golpe e disse que duas pessoas da família dela foram vítimas. "Tem uma pessoa da família que recebeu ligação falando que era a filha e, como ela também estava em casa, desligou. Outra pessoa recebeu a ligação, dizendo que a vítima era a filha, mas só tem filhos homens", relata.

Apesar do fato de estar com a filha em casa durante o golpe, Anali garante que não ficaria nervosa se tivesse recebido a ligação sozinha. Além de manter a calma, ela destaca a importância de prestar atenção nos detalhes da ligação.
"Tinha muito barulho, parecia presídio. Ele ligou de um número desconhecido. Pelo conhecimento que a gente tem, tem que pedir pra eles retornarem o contato e tentar o contato com a pessoa envolvida pra ver se é verídico", afirma.
Como agir
De acordo com a Polícia Militar, além das dicas da Anali, a vítima da ligação não deve depositar nenhum dinheiro para os falsos sequestradores. Também vale desconfiar de telefonemas desconhecidos ou de pesquisas pedindo informações.

Se houver crianças na residência, é preciso orientá-las a não passar informações sobre quem está, ou não, na casa. Outra opção é ligar no número 190 da PM para receber as orientações durante a ocorrência do golpe.
Postar um comentário