RUSH

SPIDER 2

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Dom Antônio Carlos e o discurso contra à intolerância homoafetiva!


Do blog: a Igreja Católica vive momentos difíceis em razão de padres homossexuais e bispos. O discurso vai de encontro à intolerância e ódio que tomou conta dos puritanos. Nas sábias palavras de Dom Antônio não parece coerente com o que vemos no dia-a-dia. (Comentário da Voz do Povo). 

Ainda repercute e tem provocado muita polêmica as palavras de Dom Antônio Carlos Cruz, bispo da Diocese de Caicó, município do interior do Rio Grande do Norte, e ditas no final de semana passada na igreja matriz local. Durante a homilia do encerramento da Festa de Sant’Ana, padroeira da cidade, o bispo afirmou que a homossexualidade era um dom dado por Deus.

“O evangelho, por excelência, é evangelho da inclusão. O evangelho é porta estreita, sim, e o amor exigente. Mas é uma porta sempre aberta. Deus nunca fecha a porta para ninguém. Por isso, talvez, seria momento de assim que fomos capazes de dar um salto da sabedoria do evangelho, vencer a escravidão, não está na hora de a gente dar um salto da perspectiva da fé e superar preconceitos contra nossos irmãos homo afetivos?", pergunta o bispo, para introduzir seu pensamento.

“Pensemos, por exemplo, na perspectiva da fé, quando a gente olha para a perspectiva da homossexualidade, a gente não pode dizer que é opção. Opção é alguma coisa que livremente você escolhe. E orientação ninguém escolhe. Um dia a pessoa se descobre com esta ou aquela orientação. Escolha será a maneira como você vai viver sua orientação. Se de uma forma digna, ética ou de uma forma promiscua. Mas promiscuidade pode se viver em qualquer uma das orientações que se tem”, prosseguiu.

Extraída do blog: O Elefante
Postar um comentário