quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Alunos da E. Estadual João Henrique Dantas visitaram o geossítio Pedra do Alexandre

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé, criança, montanha, árvore, grama, céu, atividades ao ar livre e natureza

Na manhã de hoje, (06) alunos da Escola Estadual João Henrique Dantas, turma 6º B, com o professor de história Tota de Aristóteles visitaram o geossítio Pedra do Alexandre acompanhado do guia Carlinhos. Aula interativa e proveitosa conforme as fotos abaixo. 

AULA DE CAMPO: Alunos da Escola Estadual João Henrique Dantas - Turma 6B, da disciplina de História. Local: Sítio Arqueológico Pedra do Alexandre. A PRESENÇA INFANTIL NO REGISTRO BIOARQUEOLÓGICO NO SÍTIO PEDRA DO ALEXANDRE, CARNAÚBA DOS DANTAS, RN, BRASIL

Resumo: A Pedra do Alexandre é um dos sítios arqueológicos pré-históricos mais importantes da região do Seridó no nordeste do Brasil, contendo 31 deposições funerárias datadas entre 9.400 e 2.620 A.P. Como parte do registro bioarqueológico do sitio, em recentes análises de laboratório, foi possível estimar a presença de 25 indivíduos correspondentes à categoria etária dos subadultos, com subcategorias compreendidas entre os perinatos e adolescentes. Apesar da má preservação geral dos remanescentes ósseos no sítio, o número relativamente elevado de indivíduos subadultos em proporção ao dos adultos (NMI: 23) não deixa de ser sugestivo para um cemitério pré-histórico. Nesse sentido, esses achados são importantes para compreender melhor as práticas funerárias realizadas com os membros mais jovens dessas sociedades e fornecer informações sobre os grupos humanos do passado aos quais pertenciam. Palavras Chaves: Bioarqueologia da Infância; Práticas Funerárias; Pedra do Alexandre; Nordeste do Brasil. SOLARI, A.; MARTIN, G.; SILVA, S. F. S. M da. A Presença Infantil no Registro Bioarqueológico no Sítio Pedra do Alexandre, Carnaúba dos Dantas, RN, Brasil.

Com informações e fotos: Tota de Aristóteles

Nenhum comentário: