quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Bolsonaro pede apoio do Congresso e diz que futuro depende da reforma


Em reunião fechada na presidência da Câmara, da qual participaram ministros e parlamentares, o presidente Jair Bolsonaro pediu hoje (20) o apoio de deputados e senadores para aprovar a proposta de reforma da Previdência. Ele lembrou que é um “amigo” dos presentes e “igual” a eles. Também afirmou que o futuro das novas gerações depende das mudanças previdenciárias.
“Nós temos que juntos realmente mostrar, não para o mundo, mas, primeiro, para nós mesmos, que nós erramos no passado, eu errei no passado, e nós temos uma oportunidade ímpar de realmente garantir para as futuras gerações uma Previdência em que todos possam receber. Este não é um apelo. É uma palavra de amigo. De alguém que é igual a vocês.”
O breve discurso do presidente foi acompanhado pela imprensa oficial. Bolsonaro falou por pouco mais de cinco minutos, indicando que aguarda aperfeiçoamentos ao texto por parte da Câmara e do Senado. “Obviamente o projeto será aperfeiçoado pelos senhores e pelas senhoras”, disse. “Isso é importantíssimo, a responsabilidade é de todos nós”, disse. “Sou igualzinho a vocês, somo iguais. Temos o mesmo propósito e o mesmo ideal.”
Bolsonaro disse saber dos obstáculos existentes em relação à proposta de reforma da Previdência, mas afirmou confiar na competência e compromisso dos parlamentares. “Nós sabemos das dificuldades, mas todos nós contamos com a competência, o patriotismo e a competência e o compromisso dos senhores de salvar o Brasil economicamente. Nós não temos outra saída.”
Ministros
Presentes à reunião, os ministros Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia) fizeram discursos curtos, destacando a importância de aprovar a reforma neste momento e seus impactos econômicos e sociais.
Onyx apelou para o “senso de patriotismo” dos deputados e senadores para construir um Brasil cujo Estado será mais equilibrado e a “sociedade possa olhar sem medo algum”. “[Tenho] muita esperança e certeza de que o amor pelo Brasil vai permear todas as discussões nesta Casa.”
Guedes destacou que queria dar um “testemunho de que todos nós, da equipe do presidente Jair Bolsonaro, confiamos no trabalho da Câmara e do Senado”. Segundo ele, a “nova Previdência” deve preservar “principalmente as futuras novas gerações para que não caiam em armadilhas”. O ministro chamou os encargos sociais são “armas de destruição em massa”.
Parlamentares
Os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), participaram da reunião. Para Alcolumbre, o texto da reforma da Previdência é “com certeza a proposta mais importante deste governo” .
“Esta legislatura será responsável por escrever uma nova história do nosso país: reduzir os privilégios e diminuir as desigualdades, é a função de todos nós, homens públicos, estamos aqui para isso”, disse Alcolumbre.
Maia disse que o caminho para sustentar economicamente o Estado depende da aprovação da reforma da Previdência.


Fonte: Agência Brasil

Via Blog do BG
Foto: Marcos Correia PR

Nenhum comentário: