quinta-feira, 18 de julho de 2019

Gestão pão com mortadela: prefeituras em coma, só esperando desligar os aparelhos!




Com a decisão da Câmara dos Deputados que aprovaram à flexibilização do limite prudencial para não penalizar prefeitos abriu um precedente perigoso. Tal irresponsabilidade acontece em razão de grande parte dos municípios brasileiros extrapolam os níveis absurdos de irresponsabilidade em cabides de emprego. Quanto maior o governo, menor o cidadão, sucateiam os serviços, tudo em nome da maldita reeleição.

O título em questão apenas demonstra a situação deplorável, dívidas com INSS em gestões passadas, pagamentos atrasados, Fundo de Participação zerados, desequilíbrio nas contas públicas, clientelismo, fraudes em licitação, peculato e improbidade.

Chegará o momento mais difícil que é demitir, afinal, é preciso uma mudança radical no modus operandi, que à gestão possa de fato trabalhar com esses três pilares, inovadora, empreendedora e sustentável. Caso contrário, pode ir preparando para abaixar as portas e ficar culpando às crises.  

Lei sancionada por Rodrigo Maia, então presidente interino. Leia AQUI

Nenhum comentário: