sábado, 6 de julho de 2019

Pavão Misterioso apresenta articulação do PSOL em interceptação de conversas da Lava Jato e desafia Glenn a ir a Polícia Federal




Ver imagem no Twitter

Pois é Glenn, agora vamos dançar a sua música, já que vale invasão e informação anônima, saia dessa agora. Te pegamos, aliás, vc e seus capachos, tal qual vc é de Pierre, avançaram na escala humana de podridão. A nova corja, né Demori?








Ver imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Dia 10 de maio do ano que vem levaremos um bolinho na papuda, tá David? Sei aniversário né? 1985 se não me engano...


Mais uma vez o perfil intitulado Pavão Misterioso voltou a aparecer. Dessa vez, o perfil mostra diretamente a suposta participação de integrantes do PSOL na interceptação das mensagens entre integrantes da Operação Lava Jato.
O perfil chega a trazer dados pessoais como números e CPFs para comprovar a autenticidade das mensagens e ainda desafia o jornalista Glenn Greenwald, diretor do site The Intercept Brasil a ir para a Polícia Federal para apresentar os celulares e as mensagens para que elas sejam periciadas.
Parte das mensagens foram hackeadas supostamente entre o deputado federal David Miranda, que assumiu a cadeira após a renúncia do ex-deputado Jean Wyllys; supostamente o próprio Jean Wyllys, em um número secreto; o também deputado Marcelo Freixo; e o jornalista Leandro DemoriConta verificada, editor-executivo do site Intercept.
Pelo que o blog apurou, Pavão Misterioso é o nome de um grupo cracker que tem uma linha política mais alinhada à direita. Inclusive, existem indícios de que o grupo pode estar ligado ao vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro.

Perfil no Twitter https://twitter.com/oppavaomisterio

Nenhum comentário: