segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Nióbio, o ouro negro da Amazônia o verdadeiro interesse da “crise” do fogo!




O que há por trás dessa campanha difamatória, político-partidária para desconstruir a imagem do país lá fora? Ora, bolas, o Brasil suficientemente rico que não precisa abaixar as calcinhas para França ou quaisquer outro países desenvolvido. Jazidas de nióbio, reservas que chegam a 98 por cento, ouro, esmeralda, diamantes, gemas preciosas que chamam a atenção do mundo, muito mais pelo ar que respiramos. A França tem seus problemas internos, ou seja, de fogo cruzado Macron entende. Nossas reservas de nióbio tem um valor inestimável, vale mais do que o pre-sal, fica à dica. 

É, sim uma campanha maliciosa de uma esquerda que não assimilou a derrota.


Créditos foto:  (Tomás Arthuzzi/Thales Molina/Superinteressante)





Nenhum comentário: