DATAHOSTING

Mostrando postagens com marcador La Niña. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador La Niña. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

La Niña acabou. O que vem por aí?

O fenômeno La Niña 2016/2017 acabou, conforme as recentes análises da NOAA, dos Estados Unidos, divulgadas em 9 de fevereiro.
A La Niña fraca que tivemos se iniciou no trimestre entre julho-agosto-setembro de 2016 e deixou de existir em fevereiro deste ano, segundo a NOAA. O ápice do fenômeno ocorreu entre setembro e dezembro do ano passado, com anomalia de 0,8°C negativos na região 3.4 na porção central do Pacífico Equatorial.


Mesmo fraca, a La Niña de 2016/2017 teve um efeito positivo na chuva sobre o Brasil, como avalia o meteorologista da Climatempo, Alexandre Nascimento: "Esse fenômeno favoreceu a ocorrência de chuvas mais regulares no Sudeste e no Centro-Oeste e o retorno das chuvas mais fortes e organizadas sobre o Norte do país. Também tivemos mais chuva na primavera anterior (2016) e neste começo de ano no interior da Bahia, no Maranhão e no Piauí."
O que esperar para o decorrer do ano de 2017? A La Niña poderá voltar? O padrão neutro vai predominar ou vamos terminar o ano em El Niño?
Confira a entrevista com o meteorologista Alexandre Nascimento.

 



Quando as ondas de frio vão começar?
O ano de 2016 começou sob influência de um forte El Niño e que terminou no outono de 2016. Em seguida uma fraca La Niña se estabeleceu. A tendência de resfriamento da água do Pacífico Equatorial ainda no outono de 2016 facilitou a entrada de fortes massas polares no Brasil e dias muito frios voltaram a ser observados já no começo de maio no Sul, em parte do Sudeste e do Centro-Oeste. Até estados como Rondônia, Acre e o sul do Amazonas tiveram friagens precoces.



A La Niña 2017 chegou ao fim. O que esperar para o outono de 2017? Poderemos ter algo semelhante ao ano passado, com grandes ondas frias já no começo da estação?
O meteorologista Alexandre Nascimento analisa: "No ano passado o frio começou em maio e neste ano as primeiras ondas frias devem ser na mesma época. Pode ser que no final de abril já comece a esfriar. No entanto, o que devemos esperar neste ano no inverno é o frio, mas não tão intenso quanto no ano passado. E também não teremos o frio prolongado durante a primavera.
Em ambos os casos, a situação é de neutralidade em relação a El Niño ou La Niña, mas o "vetor" é diferente. No inverno de 2016, saíamos de uma situação de Pacífico Equatorial quente para uma situação mais fria. Neste ano, estamos saindo da La Niña para uma situação ligeiramente mais quente."

POR JOSELIA PEGORIM CLIMA TEMPO

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Clima segue instável, confira a previsão do tempo até domingo!



O fenômeno El Niño, palavra em espanhol que significa "O menino", alusão ao nascimento de Jesus, ocorre nos meses que antecede o Natal. Apesar do fenômeno que causa secas está no Nordeste há quase 05 anos e chegar o "La Niña", que significa "A menina" o clima segue seco. De acordo com o site CLIMA TEMPO, à previsão segue sem muita novidade. 

segunda-feira, 30 de maio de 2016

VOLTA A CHOVER EM CARNAÚBA DOS DANTAS!

Uma chuva leve acompanhada de relâmpagos e trovões caiu na tarde de hoje (30) na sede e em parte da zona rural. Na residência de Dean Carvalho, bairro Dom José Adelino choveu 32 milímetros. A previsão é otimista, o fenômeno que provoca estiagens e castigava o Nordeste há mais de 05 anos, El Niño se afastou e em seu lugar a previsão é que a La Ninã, que provoca inundações trará boas precipitações para a região.