Seguidores

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Por Lula, PT cogita boicotar eleições de 2018

Wilson Filho/Futura Press
Com as possibilidades de o ex-presidente Lula ser candidato a presidente cada vez menores, o PT trabalha com a hipótese de boicotar as eleições do ano que vem, de acordo com reportagem da BBC Brasil.
Nesse caso, além de não lançar um nome para disputar o mais alto cargo do País, nomes do partido também não disputariam cargos de senador ou deputado e se dedicariam a uma campanha internacional para denunciar o que chamam de rachadura na democracia.
“O que estamos denunciando é que o impedimento de Lula seria uma fraude nas eleições. (O boicote) é uma coisa que não está sendo oficialmente discutida ainda, mas vai caminhar para isso se ele for impedido de ser candidato. É um processo que não tem base jurídica”, afirmou à BBC Brasil a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann.
Lula já tem uma condenação em primeira instância no âmbito da Lava Jato. No processo, ele é acusado de receber um tríplex da OAS como forma de propina, o que nega. A situação do ex-presidente também se agravou depois do depoimento do ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci.
Se a sentença for confirmada em segunda instância, a candidatura do líder petista fica barrada pela Lei da Ficha Limpa.
No entanto, de acordo com a BBC, ainda não há consenso dentro do partido. Enquanto alguns defendem que essa seria uma saída honrosa para o partido, outros enxergam a postura como arrogância.
O partido já decidiu que irá recorrer ao Supremo Tribunal Federal para liberar Lula a concorrer em caso de condenação em segunda instância.
À BBC Brasil, a presidente da legenda admitiu que não existe plano B para o caso de o ex-presidente ser impedido de concorrer. Os nomes dos ex-prefeito de São Paulo e do ex-governador da Bahia Jaques Wagner estão sendo ventilados como alternativas.
“Não temos plano B. Plano B para quê? Haddad? Jaques Wagner? Plano B é para perder a eleição? Nosso nome competitivo é o Lula e é com ele que vamos para a eleição”, diz Gleisi.
Fonte: Yahoo Notícias/ Folha Press

“Nota de louvor e aplauso ao General Hamilton Mourão”.

Resultado de imagem para hamilton mourãoUm em cada três brasileiros apoiam uma intervenção militar, certamente este número não está atualizado, tendo em vista os descasos, desvios e desmandos que nossos representantes se encontram envolvidos em corrupção.
O que o general Hamilton Mourão disse foi o que muitos do quartel general não tem coragem e peito para dizer em razão de uma situação de caos, roubalheira, sucateamento em que passa a gestão pública neste país. “
A intervenção deveria partir da sociedade, mas, infelizmente um voto no país vale de uma pedra de crack a um notebook, um emprego....Desculpa, mas, se depender de parte da sociedade não haverá mudanças e, as reformas políticas só servirão para trocar seis por meia dúzia. 

Justificando à nota, seria um sonho de consumo ver um Congresso Fechado, um governo provisório e eleições previstas para 90 dias. A nota de repúdio fica para a maioria dos deputados e Senadores envolvidos até o pescoço em escândalos de corrupção, dos que continuam usando e abusando de práticas clientelistas, da reeleição maldita, deste sistema cleptocrático (governo de ladrões) que dominam este país. Ou, se preferir, não foi na casa do general que encontraram uma mala de 51 milhões de reais na casa do Geddel e ninguém sabe quem é o dono, ou, num helicóptero cheio de cocaína. Quer saber? Mourão, o homem bomba que tirou o sono dos políticos corruptos do congresso.
A intervenção deveria partir da sociedade, mas, infelizmente um voto no país vale de uma pedra de crack a um notebook, um emprego....Desculpa, mas, se depender de parte da sociedade não haverá mudanças e, as reformas políticas só servirão para trocar seis por meia dúzia.
O que o general Hamilton Mourão disse foi o que muitos do quartel general não tem coragem e peito para dizer em razão de uma situação de caos, roubalheira, sucateamento em que passa a gestão pública neste país. “
Um em cada três brasileiros apoiam uma intervenção militar, certamente este número não está atualizado, tendo em vista os descasos, desvios e desmandos que nossos representantes se encontram envolvidos em corrupção.

Eu, Damião Carlos, moderador deste veículo de comunicação reitero o apreço e admiração pelo exército brasileiro, em especial ao nosso general, Hamilton Mourão pela dignidade, pela figura ilibada, estaremos juntos no combate à corrupção e a espera que à justiça faça sua parte. 


terça-feira, 19 de setembro de 2017

Nelter Queiroz apresenta título de “persona non grata” para procuradora do MPT


O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) se pronunciou, na sessão ordinária desta terça-feira (19), na Assembleia Legislativa, sobre o Projeto de Resolução de sua autoria que concede o título de “persona non grata” a procuradora Regional do Trabalho Ileana Neiva Mousinho. Ela é a responsável pela ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) contra o Grupo Guararapes Confecções. Os deputados Galeno Torquato (PSD) e Albert Dickson (PROS) também assinam a proposição.

“Essa ação pública arbitrária movida pelo Ministério Público do Trabalho é um duro golpe contra o modelo produtivo que emprega cerca de quatro mil pessoas no Rio Grande do Norte. Portanto, essa Resolução que apresento é em solidariedade a esses trabalhadores, empregados em 62 facções localizadas em municípios das regiões do Seridó e do Vale do Açu”, explicou Nelter Queiroz sobre a cobrança de indenização coletiva no valor de R$ 37 milhões feita pelo MPT à empresa potiguar.

Nelter Queiroz registrou em plenário os desabafos feitos pelo empresário Flávio Rocha, proprietário da Guararapes, nas redes sociais, nos quais ele fala em “perseguição” e o quanto a medida é nociva à economia do Estado, que ainda  amarga os efeitos da estiagem há seis anos. Segundo o parlamentar, a empresa pode contratar outras facções nos estados vizinhos do Ceará e da Paraíba ou mesmo em outros países, a exemplo da China e do Paraguai.

O deputado fez um apelo ao Ministério Público do Trabalho para que fosse realizado um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e não a aplicação de multa à empresa. “Querem que o trabalhador das facções tenha salários e direitos iguais aos da Guararapes, o que não vai acontecer pelo tipo de trabalho que eles exercem, causando o fechamento dos postos de trabalho no Estado”, disse Nelter Queiroz, que acredita que a proposição será apreciada em plenário ainda este ano.

Em apartes ao pronunciamento do deputado Nelter Queiroz, outros parlamentares comentaram a ação do Ministério Público do Trabalho. O deputado estadual Gustavo Carvalho (PSDB) defendeu que a Assembleia Legislativa se reúna para pensar numa legislação capaz de proteger as facções. Sugestão ratificada pelo deputado estadual Vivaldo Costa (PROS), que ressaltou a importância de haver uma intervenção da Casa.

Em sua fala, o deputado estadual George Soares (PR) disse que esse era o momento dos parlamentares estabelecerem contato com os deputados federais e senadores do Estado pedindo a atenção da bancada federal para o problema. George Soares entende que as mudanças necessárias devem acontecer na legislação federal, mas a Assembleia Legislativa cumpre papel importante na construção da ponte entre trabalhadores e parlamentares.

O deputado Tomba Farias (PSB) afirmou que a cidade de Santa Cruz passou pelo mesmo problema anos atrás, com repetidas ações contrárias do MPT. De acordo com o parlamentar, se não fosse o turismo religioso em alta, o município estaria amargando números ruins no quesito emprego e renda.

Para o deputado estadual Hermano Morais (PMDB), o Ministério Público do Trabalho também errou, pois o município de São José do Seridó vive realidade diferente do resto do Estado, com alta empregabilidade. Além disso, ele defendeu a ampliação do programa Pró-Sertão para contemplar outras regiões do RN.

Fonte: Ascom Deputado Estadual Nelter Queiroz

Senadores repudiam afirmação de general do Exército sobre intervenção militar

Resultado de imagem para SENADO FEDERALSenadores repudiaram em Plenário, nesta segunda-feira (18), a declaração do general do Exército Antônio Hamilton Martins Mourão sobre a possibilidade de intervenção militar no país, se os casos de corrupção não forem resolvidos pelo Judiciário. Para o senador José Medeiros (Pode-MT), o Brasil vive uma crise, mas não é hora de se pensar em ruptura. O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que esse tipo de declaração se equipara a um crime de responsabilidade. Já o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) considerou o caso como uma “quebra de hierarquia” e afirmou que já solicitou a convocação do ministro da Defesa, Raul Jungmann, para prestar esclarecimentos na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. Acompanhe a reportagem de Rebeca Ligabue, da Rádio Senado.

00:0701:51

Opções: Download
Fonte:SENADO

Mapa do Turismo do Rio Grande do Norte ganha 15 novos municípios, Carnaúba está entre eles

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em péO mapa do turismo do Rio Grande do Norte foi ampliado. Em comparação ao ano passado, o estado inseriu 15 municípios no mapa e manteve 60, totalizando 75 municípios de vocação turística, distribuídos em 5 regiões do território potiguar. O levantamento completo do Mapa do Turismo Brasileiro foi divulgado nesta quinta-feira (14) pelo Ministério do Turismo. Em todo o país, foram listados 3.285 municípios em 328 regiões turísticas, um crescimento exponencial em relação ao Mapa de 2016, quando foram registradas 2.175 cidades em 291 regiões.
O crescimento dos números é resultado de um amplo trabalho de conscientização do Ministério do Turismo junto aos gestores municipais e estaduais a respeito da necessidade de identificação e classificação das cidades para que as políticas públicas e investimentos sejam mais adequados à realidade de cada região.
“O mapa é um instrumento muito importante para gestão, estruturação e promoção dos destinos. Por isso, é importante que ele esteja sempre atualizado, garantindo com que os municípios que queiram trabalhar o turismo como uma atividade econômica, tenham prioridade dentro das políticas e ações do MTur”, afirmou o ministro do turismo.
A atualização periódica do Mapa faz parte de uma estratégia do Plano Brasil + Turismo, lançada este ano pelo ministro Marx Beltrão para fortalecer o setor de viagens no país. De acordo com o Plano, a partir de 2017 o Mapa passa a ser atualizado a cada dois anos. Sua construção é feita em conjunto com os interlocutores estaduais que representam o MTUR e órgãos oficiais de Turismo dos estados brasileiros e instâncias de governança regional.
CATEGORIZAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO NORTE - De acordo com o novo mapa, 16 municípios estão nas categorias A, B e C, que são aqueles que concentram o fluxo de turistas domésticos e internacionais. Como exemplo, temos destinos como Natal, Mossoró, Tibau do Sul (Pipa) e São Miguel do Gostoso. Os demais 59 municípios figuram nas categorias D e E. Esses destinos não possuem fluxo turístico nacional e internacional expressivo, no entanto alguns possuem papel importante no fluxo turístico regional e precisam de apoio para a geração e formalização de empregos e estabelecimentos de hospedagem.
Fonte: MTURISMO
Confira os municípios que fazem parte do Mapa do Turismo do Rio Grande do Norte:
Região
Município
Categoria
Polo Agreste/Trairi
Campo Redondo
E
Polo Agreste/Trairi
Coronel Ezequiel
E
Polo Agreste/Trairi
Jaçanã
D
Polo Agreste/Trairi
Montanhas
E
Polo Agreste/Trairi
Monte das Gameleiras
E
Polo Agreste/Trairi
Passa e Fica
D
Polo Agreste/Trairi
Santa Cruz
C
Polo Agreste/Trairi
São Bento do Trairí
E
Polo Agreste/Trairi
São José do Campestre
D
Polo Agreste/Trairi
Serra Caiada
E
Polo Agreste/Trairi
Serra de São Bento
D
Polo Agreste/Trairi
Sítio Novo
E
Polo Agreste/Trairi
Tangará
E
Polo Costa Branca
Açu
D
Polo Costa Branca
Afonso Bezerra
D
Polo Costa Branca
Areia Branca
C
Polo Costa Branca
Baraúna
D
Polo Costa Branca
Carnaubais
D
Polo Costa Branca
Galinhos
D
Polo Costa Branca
Grossos
E
Polo Costa Branca
Guamaré
C
Polo Costa Branca
Ipanguaçu
D
Polo Costa Branca
Itajá
D
Polo Costa Branca
Macau
D
Polo Costa Branca
Mossoró
B
Polo Costa Branca
Porto do Mangue
E
Polo Costa Branca
São Rafael
D
Polo Costa Branca
Tibau
C
Polo Costa das Dunas
Baía Formosa
C
Polo Costa das Dunas
Canguaretama
C
Polo Costa das Dunas
Ceará-Mirim
D
Polo Costa das Dunas
Extremoz
D
Polo Costa das Dunas
Macaíba
D
Polo Costa das Dunas
Maxaranguape
D
Polo Costa das Dunas
Natal
A
Polo Costa das Dunas
Nísia Floresta
D
Polo Costa das Dunas
Parnamirim
C
Polo Costa das Dunas
Pedra Grande
D
Polo Costa das Dunas
Rio do Fogo
D
Polo Costa das Dunas
São Gonçalo do Amarante
D
Polo Costa das Dunas
São Miguel do Gostoso
C
Polo Costa das Dunas
Senador Georgino Avelino
D
Polo Costa das Dunas
Tibau do Sul
B
Polo Costa das Dunas
Touros
D
Polo Seridó
Acari
D
Polo Seridó
Caicó
C
Polo Seridó
Carnaúba dos Dantas
E
Polo Seridó
Cerro Corá
D
Polo Seridó
Currais Novos
C
Polo Seridó
Florânia
D
Polo Seridó
Jucurutu
D
Polo Seridó
Lagoa Nova
D
Polo Seridó
Parelhas
D
Polo Seridó
Serra Negra do Norte
D
Polo Serrano
Alexandria
D
Polo Serrano
Apodi
C
Polo Serrano
Caraúbas
C
Polo Serrano
Encanto
E
Polo Serrano
Felipe Guerra
D
Polo Serrano
Frutuoso Gomes
D
Polo Serrano
Janduís
E
Polo Serrano
José da Penha
D
Polo Serrano
Lucrécia
E
Polo Serrano
Luís Gomes
D
Polo Serrano
Major Sales
E
Polo Serrano
Marcelino Vieira
E
Polo Serrano
Martins
D
Polo Serrano
Patu
D
Polo Serrano
Pau dos Ferros
C
Polo Serrano
Portalegre
D
Polo Serrano
Riacho da Cruz
D
Polo Serrano
São Miguel
D
Polo Serrano
Serrinha dos Pintos
E
Polo Serrano
Venha-Ver
E
Polo Serrano
Viçosa