terça-feira, 26 de março de 2019

Corrupção, tolerância zero!





1964 passou, deveríamos chamar de Estado Democrático de Direito, mas de quem são os direitos? Direitos de corruptos roubarem, serem apadrinhados e o povo ficar calado. Denegrir imagem, caluniar, ameaçar de morte, nada disso é legítimo, mas, ser investigado pela Polícia Federal nas contas do Twitter, derrubá-las por fazer crítica a ministros que supostamente estão envolvidos em corrupção é abusar da boa vontade do povo brasileiro.
Instituições fragilizadas e ingerência colocam em risco o desenvolvimento do país.

Embora tenhamos homens de bem misturados aos ratos do congresso, o preço é alto demais, o povo alheio ao que de fato é corrupção. O que deveria ser amplamente debatido emperra no radicalismo, direita e esquerda ainda não abaixaram as bandeiras e uma reforma da previdência necessita de votos de ambos os partidos. Especialistas como Paulo Paim não pode continuar come essa patologia do Lula-livre, aliás, nenhum.

Seja a favor ou contra, mas, as articulações não podem continuar sendo sinônimas de propinoduto, a moeda oficial do Congresso Nacional. Um pacto desenvolvimento envolve o funcionamento das três casas, STF, Câmara e Senado. Há um legítimo interesse por parte de alguns que tentam a todo custo acabar com a operação Lava-jato. Uma investigação profunda envolvendo os citados se faz necessária, afinal, os ditos “guardiões da Constituição” se transformaram em apadrinhados de políticos corruptos, basta só investigar e abrir a CPI Lava-TOGA.

Nada pessoal com nenhum deles, mas, custear uma casa de horrores que custa horrores de dinheiro não dá. Para cada ministro, 240 servidores, 2.440 funcionários para envergonhar o país. Desse tipo de resistência é que precisamos, atue como mediador, procure o Deputado e Senador para que vote pelo país, os interesses pessoais não podem sobrepor ao da coletividade.
Enquanto prefeituras, estados e municípios pagam uma conta alta, bilhões são gastos para atender interesses que não são da coletividade. Articulação deve ser sinônimo de debates. A reforma da previdência é necessária para a retomada do crescimento do país. Quanto a investigação, particularmente não há o que temer, afinal, todos somos iguais perante à Lei, pelo menos é o que reza à Constituição Federal.

A descompostura de Joice Hasselman versus Kim Kataguri

Resultado de imagem para joice hasselmann e kim briga no twitter



Dois deputados jovens, com sonhos e ideias discutindo feio nas redes sociais mostram o clima de descontrole. Motivo? Não só com o Kim, mas, o centro foi o Deputado Federal Rodrigo Maia, um velho conhecido negociador, inteligente e articulador das práticas antigas e conhecidas do balcão de negócio.

Sancionou enquanto estava presidente interino à flexibilização do Limite prudencial, sem contar nas negociatas com o Temer, muitos senadores, deputados, cleptocratas estão preocupados com a avalanche do povo que não quer mais uma reforma que custe aos cofres públicos bilhões de reais. O momento é de debates, cada cidadão que apoia a reforma, converse com seu deputado, que haja entre eles o respeito, chega de ideologias, o país sucumbi em corrupção. O recado aos dois jovens, tenham compostura e respeito ao povo brasileiro, tá okey?

Coiteiros, juízes apadrinhando ladrões de colarinho branco!






Os acontecidos nos últimos dias gerou uma tentativa de censura por parte da Suprema Corte e magistrados indiciados em corrupção. A revolta é fazer mágica com 998 reais enquanto sustentamos esses parasitas que são pagos para julgar, não para atuarem como advogados, desrespeitando à Constituição. 

Assassinaram a Língua Portuguesa, propina virou gorjeta e, os Coiteiros de Lampião, considerado por alguns heróis, outros bandidos hoje são aqueles que usam de má fé para rasgar à Carta Magna e alia-se aos lesa-pátria, ou seja, os corruptos. Respeito ficou para homem de bem, impunidade é a mãe da corrupção. 

segunda-feira, 25 de março de 2019

Processo Seletivo: “arrumadinho” feijão macassar, tripa e rapadura!







O processo Seletivo não substitui o Concurso público, mas, a maioria dos municípios brasileiros vem usando de má fé para tentar enganar o Ministério Público. Boa parte de cartas marcadas, por isso a comparação com o “arrumadinho” comida típica do sertão à base de feijão macassar, tripa e rapadura.

Os limites prudenciais estourados impedem que as prefeituras realizem concurso, o plano B é realizar tais processos que duram no máximo dois anos. De quebra, os correligionários que não fazem parte dos comissionados, os ditos políticos profissionais dão o velho jeitinho do toma lá da cá. 

Aliás, o arrumadinho (comida é gostoso demais), mas, tudo isso é para demonstrar de forma clara gestões inchadas, serviços sucateados, objetivando a reeleição.

domingo, 24 de março de 2019

Como os Dinamarqueses enxergam o políticos? Aprende, brasil!




Uma sociedade que trata políticos como deuses, pai da pobreza, heróis tem os corruptos de estimação que escolhem! Regalias, mordomias, fortunas, tudo isso construídos graças a uma sociedade que não despertou para entender profundamente o que de fato enxergam os políticos.

O povo Dinamarquês tratam políticos como funcionários do povo, tal qual um judiciário atuante, leis duras contra a corrupção e não admite regalias. Sequer andar de metrô com cartão corporativo. Imagine que por aqui parlamentares trocam de carros todos os anos, auxílio paletó, passagens, restaurantes caros, planos de saúde, auxílio moradia, 14º e 15 salários, tudo isso não é admissível.

Político não são, eles estão com data e hora para sair, só não cumprir o que povo exige. Uma sociedade que não sonega impostos, por que ver neles o retorno garantido em saúde, educação, segurança e cidadania plena. Um país pós-guerra que apesar de pequeno, mas organizado.

Brasileiro é individualista, quer se dar bem bizarramente vende voto, acomodado, não sai às ruas em massa para protestar e por isso acha tudo normal. O documentário mostra o país do sonho, mas, somos mais ricos do que à Dinamarca, a única coisa que precisamos copiar e colar e aprender a fiscalizar os políticos.

sábado, 23 de março de 2019

Contas no Twitter estão sendo banidas, críticas aos ministros do STF resultam em block






É pertinente afirmar que há muitos perfis falsos nas redes sociais, sobretudo no Twitter, mas, a caça às bruxas envolve perfis reais. Hoje foi o dia de reclamação, este perfil e outros tantos, de pessoas reais, ou seja, não são robôs estão caindo. O Estado democrático de Direita ameaçado pelo direito de expressão. Crítica não é ofensa, há indício de vendas de sentenças e gente fazendo fortuna soltando corruptos, tem que ser investigado a fundo.

À sociedade brasileira clama por liberdade e combate a corrupção. Não tenho dos opressores, Impunidade é a mãe da corrupção. Esse é um dos milhares exemplos, Mônica Fraga. Clique AQUI e saiba mais, coincidência, ou não, perfis reais estão sendo suspensos. 

Temos um país mergulhado no caos, não há meritocracia, à Suprema Corte é maior do que alguns togados, temos o dever de passar este país à limpo, mídia corrompida e marrom, as três casas STF, Senado e Câmara de Deputados em descrédito e nosso direito de expressão oprimido. 

Entenda, governo, governabilidade e fisiologismo, entenda o jogo sujo da reforma da previdência!





Temos um congresso movido à base de interesses pessoais, há tempos que o povo não é prioridade. Mudam-se os ratos, trocam-se os atores, partidos e pessoas, mas, o sabor do queijo continua o mesmo. Os discursos falaciosos dos negociadores, Alcolumbre e Rodrigo Maia e a os indícios fortes de "fisiologismo". Quanto custará a reforma neste congresso? 

Certa vez escrevi um artigo, por isso estou escrevendo agora em primeira pessoa, "Governo, governabilidade e fisiologismo, entenda à crise". Isso demonstra que as principais decisões são tomadas e negociadas em troca da de cargos, por mais que o presidente tenha se mostrado irredutível. A escolha certa para negociar colocando o presidente da Câmara, Deputado Rodrigo Maia especialista neste tipo de balcões. Já há embates com o Ministro Sérgio Moro, pacote anticrime, a Deputada Estadual  Janaina Paschoal já tinha alertado sobre o risco do apoio ao citado deputado. 

O discurso do novo Brasil preocupa, às velhas práticas continuam nos bastidores, é necessário o discurso do pacto da união, direita e esquerda precisam entender que o palanque precisa ser desfeito e votar pelo país. #EuapoioNovaReforma e você?

sexta-feira, 22 de março de 2019

Boa chuva foi registrada em Carnaúba dos Dantas-RN



Uma boa chuva foi registrada na tarde desta sexta-feira (22/03) na zona urbana e rural do município de Carnaúba dos Dantas-RN. Na cidade na residência de Deda de Tota Azevedo na Rua Juvenal Lamartine, choveu 85 milímetros.

No Bairro Dom José Adelino Dantas no Monte do Galo, 81 milímetros, no Sitio Lagêdo na residência de Moacir Queiróz, choveu 70 milímetros e no Povoado Rajada 35 milímetros.

Fonte: BLOG DO TOSCANO

Pergunte se nossos políticos estão preocupados em tirar o Elefante Branco (Estado do RN) da "crise"? Legislaram em causa própria, vergonha, senhores deputados....

A imagem pode conter: texto


Talvez seja desnecessário bater na mesma tecla, entra governo e sai governo, nada de inovador, empreendedor e sustentável. Pagar folha de funcionário em dia, legislar em causa própria, manter a casa cheia de gente, máquina inchada e o discurso falacioso de sempre. Fica difícil, governadora justificar decreto de crise....

Construir um país melhor é desconstruir essas más práticas, vícios dos políticos, mudam-se os ratos, o queijo continua com o mesmo sabor por que somente uma reforma profunda na política para resolver o caos instalado. 


quinta-feira, 21 de março de 2019

Vereador Marcelo cobra do chefe do executivo carnaubense o aditivo dos Agentes de Endemias e de Saúde não repassado a categoria ano passado


Resultado de imagem para marcelo de ze dantas


Durante a reunião da Câmara realizada na noite de ontem (20/03) , o vereador Marcelo de Zé Dantas cobrou do chefe do executivo o recurso destinado aos agentes de Endemias e de saúde em que foi gasto. Marcelo justificou que o adicional pode se gasto com equipamentos e fardamento da categoria.

O edil vem desenvolvendo um belo trabalho cumprindo com seu dever de fiscalizar e lutar pelo zelo do erário público.